segunda-feira, 5 de março de 2018

Novos iPhones podem ser dual chip


Os últimos modelos de iPhone são considerados praticamente recém-nascidos, pois foram lançados em outubro de 2017 nos Estados Unidos. Apesar de serem produto ainda novos no mercado, já surgem rumores sobre os novos aparelhos que a Apple pretende emplacar nas lojas em 2018. Segundo o analista de mercado Ming-Chi Kuo, da KGI Securities, que tem um histórico de acertar antecipadamente informações sobre a empresa, a próxima geração do iPhone deve trazer uma inovação na marca: suporte para dois chips, algo comum em modelos considerados de menor custo.

De acordo com o analista, a ideia não é lançar um dispositivo de baixo custo, mas sim apostar em três categorias de smartphones, com um deles apresentando um display menor, substituindo o iPhone SE no mercado. Esse aparelho teria as linhas de design e poder de processamento das edições mais recentes, mas teria um valor mais baixo que o normalmente praticado pela companhia, visando assim atrair mais clientes para a marca.

Novidade poderia ser fruto de parceria

Essa não é a única surpresa que a Apple estaria “aprontando” para o novo celular iPhone. A novidade do aparelho com dual SIM seria fruto de uma nova parceria entre a companhia e a gigante do mercado de processadores Intel. Como a empresa da Maçã vem enfrentando diversos problemas judiciais com a Qualcomm, que envolvem o pagamento de royalties e processos por suposta quebra de patentes, ela estaria disposta a cortar todo e qualquer laço com a fabricante de chips, abrindo espaço, dessa forma, para sua principal concorrente.

Com isso, os novos modelos passariam a contar com a tecnologia dual SIM standby, que permite o funcionamento simultâneo dos dois chips mesmo que um deles esteja sendo usado em ligações. Ela também tem a vantagem de garantir uma velocidade estável na internet móvel e não gerar alterações na recepção do sinal. 

Fim da parceria pode colocar em risco outra proposta

No entanto, nem tudo são flores. Com o fim da parceria com a Qualcomm, a Apple pode estar dando adeus também à outra proposta corrente: a adoção precoce da tecnologia 5G em seus smartphones. Em conversas com operadoras dos Estados Unidos, há a possibilidade de ativação desse tipo de conexão já nos primeiros meses de 2019 e a empresa tinha a ambição de sair na frente dos concorrentes trazendo essa novidade já nos novos iPhones este ano. No entanto, a Intel ainda não estaria preparada para essa mudança, o que pode frustrar e, consequentemente, adiar os planos da empresa para o ano que vem.

A Apple, porém, não confirma nem desmente o assunto e vem mantendo os rumores sobre a vindoura geração de iPhones sob sigilo absoluto. A empresa da Maçã mantém a tradição de se manter em silêncio sobre os boatos até realizar, pelas próprias mãos, o anúncio de sua nova família de smartphones em um evento que costuma acontecer sempre no segundo semestre, geralmente em setembro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário